Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Bad Blood #Capitulo11#

por Silver Sky, em 04.05.14

 

Capitulo 11

Na manhã seguinte Natalie acorda com gritos. Ela mal-humorada salta da cama e sai do quarto. Sentados no sofá encontravam-se Mia e Kyle.

-Vocês podem fazer pouco barulho. Ainda é de manhã e eu gostaria de dormi. – resmunga Natalie.

-Já é quase uma da tarde, Nat. – responde Mia, olhando para a morena.

-Hum… - Natalie olha para janela, vendo o sol a brilhar lá fora e depois volta-se novamente para Kyle e Mia. – E vocês que estão a fazer? – pergunta ele, aproximando-se deles.

-Eu, estou a marcar o Kyle, para ele poder andar á luz do dia. – volta a falar Mia, enquanto Kyle, olhava para Natalie.

-E, vocês sabem se o Cedric vem almoçar a casa? – pergunta Natalie.

-Ele disse que almoçava na Universidade. – responde desta vez Kyle.

- E que tal irmos almoçar fora? Kyle, tu deves estar desejoso de voltar andar a luz do sol, não? – pergunta Natalie exibindo o seu sorriso cativante e travesso.

-Isso seria perfeito. – respondo Kyle animado.

 

Cedric encontrava-se sentado no refeitório da Universidade a almoçar. Ele podia ser um vampiro. Mas os vampiros conseguiam tolerar a comida dos humanos. Alias um dos truques para saciar a sede de sangue era comer comida humana e beber muito álcool, uma vez que os vampiros dificilmente ficavam bêbados. Ele estava a terminar de comer, quando Steven aparece.

-Olá, amigo. – diz o médico com um sorriso, sentando na cadeira á frente de Cedric.

-Olá. – saúda Cedric co um sorriso amigável. – O que te traz por aqui?

-Bem, eu queria saber como está o Kyle.

-Bem. Ainda está a habituar-se a sua nova vida. Mas ele está bem. – responde Cedric terminado de beber o seu café.

-Ainda bem, fico feliz. – sorri Steven com um ar um pouco aliviado.

Steven sentia-se culpado e responsável por Kyle ser um vampiro. Fora ele que administrara o sangue de Cedric a Kyle. Mas saber que ele estava bem, fazia Steven sentir- se um pouquinho melhor.

-Porque não passas hoje lá por casa, para vê-lo. – sugere Cedric.

-Não sei. O Kyle pode não gostar de me ver. – responde Steven receoso.

- Kyle não te guarda qualquer rancor, raiva, ódio, ou ressentimento. Ele sabe, que tu, só o querias ajudar. E o que aconteceu com ele foi apenas um acidente. – diz Cedric, tentado tranquilizar o amigo.

-Ok, mais logo eu passo lá para o ver. – diz Steven.

 

Natalie, Mia e Kyle encontravam-se a almoçar no Mcdonald's. Kyle comia um enorme hambúrguer, como se não houvesse amanhã, quanto Natalie encontrava-se sentada de frente para ele a comer as suas batatas fritas, que ela tanto gostava.

-Calma, rapaz! O mundo não acaba amanhã. – diz ela com um sorriso, olhando para Kyle. – E mesmo que acaba-se tu não morrerias. – diz ela com tom irónico.

Kyle ao ouvir Natalie fica envergonhado, para de comer e bebe um pouco da sua coca-cola.

Depois Natalie vira-se para Mia, que se encontrava sentado ao lado de Kyle com um ar muito calado e pensativo.

-O que foi Mia? – pergunta Natalie, olhando para a amiga.

-Não é nada…é só que o Mason não me disse nada até agora. Eu já lhe mandei sms’s, já lhe telefonei, mas nada. Ele não me responde. – responde Mia com um suspiro.

-Vais ver que ele só deve estar ocupado, Mia. Nada de grave. – responde Natalie, tentando tranquilizar Mia.

De repente uma criança que brincava com um amigo perto da mesa onde os três se encontravam sentados, cai ao chão e magoa-se no joelho, que começa a sangrar.

Kyle apercebe-se e começa a sentir o cheiro de sangue. O seu coração começa a bater de pressa, a sua garganta começa a queimar e as suas presas começavam a aparecer. Natalie e Mia que também sentiram o cheiro a sangue olham para Kyle.

- É melhor sairmos daqui, antes que este lugar vire um banho de sangue. – Diz Natalie levantando-se, seguida rapidamente por Mia.

Natalie puxa por Kyle que o obriga a levantar-se da cadeira e os três saem do Mcdonald's. Kyle estava a piorar, as suas mãos tremiam, a sua respiração era ofegante e irregular e as suas presas estavam completamente já de fora.

-Kyle. – diz Natalie, agarrando nos braços do rapaz. – Olha para mim! – ordena a morena.

Kyle levanta a cabeça e estabelece contacto visual com Natalie.

-Agora, calma. Está tudo bem, Kyle. Respira devagar. – diz Natalie de forma suave e calma, exemplificando o exercício de respiração.

Kyle faz o que Natalie manda e aos poucos ele começa a ficar mais calmo, até que por fim pára de tremer, a sua respiração fica estável e as suas presas desaparecem.

-Bem, é melhor irmos embora, antes que alguém repare nalguma coisa. – diz Mia com um ar um pouco aflito.

p.s acho que este capitulo até esta bestante grande...espero que gostem :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00


6 comentários

Imagem de perfil

De twilight_pr a 04.05.2014 às 16:26

Ena adorei! Esta cena foi mesmo de ficar em pulgas!
Quero saber mais!
Mal posso esperar :D
Imagem de perfil

De Silver Sky a 04.05.2014 às 18:26

obrigada :)
Imagem de perfil

De francis marie a 04.05.2014 às 16:35

Adorei, ainda bem que ele se conseguiu controlar, era muito mau que ele mordesse uma criança o:
Imagem de perfil

De Silver Sky a 04.05.2014 às 18:26

obrigada :)
Imagem de perfil

De JustAnOrdinaryGirl a 05.05.2014 às 17:55

Já estava atrasada em alguns capítulos. Mas já estive a ler todos desde o 8 e adorei, adorei, adorei! Está a ficar muito fixe. Apesar de a Natalie ser um pouco tresloucada, gosto dela. E acho que entre ela e o Cedric a coisa ainda é capaz de se dar! E fiquei curiosa para saber o que se passou para o Mason não dizer nada à Mia. Aposto que a culpa é da Natalie! Ansiosa por mais :D
Imagem de perfil

De Silver Sky a 05.05.2014 às 20:26

ainda bem que gostas-te :)

Comentar post




Caindo das Estrelas

"Caindo das Estrelas" é o meu primeiro livro. Quem estiver interessado e quiser ler passe no site artelogy.com Obrigada