Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Black Sea - Capitulo 15 FIM

por Silver Sky, em 31.05.16

black sea.JPG

 

Capitulo 15

Já tinha passado um mês que Estella tinha regressado a Valência. Rapidamente a sua vida voltou ao normal. Tinha a sua rotina, onde ajudava a mãe, tinha as suas aulas e os seus passeios e conversas animadas com a sua amiga Francesca. Mas faltava. Joseph. Ela tinha saudades dele.

Estella sai de casa para um pequeno passeio ao final do dia. Passa pelo porto, onde embarcações de mercadorias e de pessoas chegavam e saiam. Estella sorria ao ver o reencontro de familiares que provavelmente já não se viam a meses ou até mesmo a anos. Eram sorrisos, abraços, misturados com lágrimas de felicidade.

De repente pára e olha para o horizonte, o seu coração acelera. Esperava ver o navio de Joseph a surgir na linha alaranjada do horizonte. Mas nada acontece. Nenhum barco ou navio a vista. Com um olhar entristecido retoma o caminho e vai até ao Jardim das Tulipas. Depois de andar um bom bocado pelo jardim, Estella acaba por se sentar num banco de madeira.

De repente vê uma tulipa a frente dos seus olhos. Levanta-se repentinamente e olha para trás. Vê Joseph diante dos seus olhos.

-Eu disse que nos voltaríamos a ver e mais rápido que tu pensavas. – fala Joseph com um sorriso feliz.

-Joseph! – Estella feliz contorna o banco de madeira e abraça o rapaz. – Tu estas aqui. – olha para ele com um largo sorriso.

- Já tinha saudades tuas Estella. – responde Joseph, mexendo numa das madeixas de cabelo da rapariga.

-Então quer dizer que recuperas-te o teu tesouro?

Joseph assenta com a cabeça.

-E Josh Hunter? – pergunta Estella, fazendo uma cara mais séria.

-Eu livrei-me dele. Não o matei. Mas deixei-o apodrecer sozinho numa ilha, sem tripulação e sem navio.

-E vais ficar em Valência?

-Não. Eu sou procurado pela guarda real espanhola. Não posso ficar, mas também não vou pedir para tu vires comigo, Estella. Mesmo que me custe muito. – responde Joseph com uma expressão triste.

-Porque não? – pergunta Estella confusa, olhando para ele.

-Porque tu tens aqui a tua vida. Os teus pais, a tua amiga…

-Mas não te tenho a ti. – fala rapidamente Estella.

-Tu, viste como é a vida de um pirata. Perseguidos pela guarda real e atacados por piratas. Nós vivemos pelas nossas regras. Regras essas que estamos sempre a quebrar. Piratas não têm honra. Não têm palavra. São criminosos e desprezíveis. Não te sujeitaria a uma vida dessas, Estella.

-Mas tu tens honra e palavra e para ficar contigo tenho que enfrentar cem guardas reais e mais mil piratas malfeitores que assim seja. – fala Estella com uma expressão corajosa e destemida.

-Oh Deus, como eu te amo. – diz de seguir Joseph com um sorriso.

-Eu também te amo, Joseph. Por isso deixa-me ir contigo.

Joseph fica uns segundos em silêncio e finalmente fala:

-Esta bem. Encontra-te comigo esta madrugada no porto.

-Esta bem. Lá estarei. – diz Estella com um sorriso.

Estella despede-se depois de Joseph com um beijo na bochecha e vai-se embora.

 

Coloca à pressa umas roupas numa mala e no momento que Estella preparava-se para sair de casa é apanhada pelos pais.

-Que barulheira é esta? – pergunta Alfonso.

-Filha, onde vais com essa mala? – pergunta Amélia, olhando confusa para a filha.

-Vou-me embora. – responde Estella, olhando para ambos os pais.

-Embora?! – exclama Amélia.

-Com quem? – pergunta imediatamente Alfonso.

-Com o Joseph. Vou-me embora com ele. Ele está a minha espera. – fala Estella.

-Com um pirata? – Alfonso quase cospe as palavras com desdém.

-Um pirata que salvou a minha vida e é o rapaz que eu amo. – responde Estella com uma atitude firme.

-Tu não podes amar um pirata, querida! – fala Amélia indignada.

-Mas amo mãe.

-Se fores com ele, que vida tu vais ter, Estella? – pergunta Amélia preocupada.

-Uma vida cheia de alegria, perigo e aventura. – responde Estella com um largo sorriso.

-Não digas tolices! – Alfonso repreende rapidamente Estella com um ar zangado. – Eu proíbo-te ires embora com esse pirata!

-Não podes fechar-me num quarto para sempre, pai! É isto que eu quero. É ao lado do Joseph que eu quero estar e vocês não poderão fazer nada para me impedir. Mas podem aceitar a minha decisão e apoiar-me.

Estella sem esperar pela resposta dos pais sai porta fora, caminhando pela rua em direção ao porto.

 

Joseph encontrava-se junto ao seu navio, muito nervoso. Tinha medo que Estella não aparece-se, que tivesse mudado de ideias ao último minuto. Deixou escapar um suspiro e quando se vira para o lado vê Estella a caminhar na sua direção.

-Pensei que já não vinhas. – diz Joseph com um sorriso e uma expressão de alivio por ver ali a rapariga a sua frente.

-Isso nunca. – responde Estella com um gracioso sorriso.

-E os teus?

-Bem, não lhes agradou muito a ideia de eu fugir com um pirata, mas com o tempo eles vão acabar por aceitar. – diz Estella voltando a sorrir.

-Então preparada para ser uma pirata? – pergunta Joseph com um sorriso divertido, olhando para Estella.

-Mas que preparada. – Estella devolve-lhe o sorriso.

FIM

Bem está história já andava muito atrasada, eu sei e por isso peço desculpa. Mas acabei-a. Eu acho importante quando tu acreditas numa história e gostas dela, acabar a história. O final chegou tarde, mas chegou. Não revi o capitulo porque acabei mesmo agora de o escrever. Por isso desculpem por algum erro. Espero que gostem deste final, e espero que tenham gostado de acompanhar a jornada de Estella e Joseph. No final o amor venceu :). Bjs.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:39


1 comentário

Imagem de perfil

De twilight_pr a 02.06.2016 às 20:19

Olha mesmo tendo passado algum tempo desde que tinhas publicado o último capítulo eu gostei bastante deste fim, adorei o reencontro deles os dois e adorei principalmente que ela tivesse largado tudo e que fosse com ele para viver aquela aventura e de sobretudo ser feliz com quem ama.
Gostei bastante desta história e fico contente por teres terminado porque é isso mesmo - se acreditas nela, leva-a até ao fim. E eu gostei bastante dela, estás de parabéns!

Beijinhos grandes*

Comentar post