Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Cold Blood - Capitulo 11

por Silver Sky, em 16.12.16

Capitulo11

Milão, 1999

Cedric sentado no sofá, com a barba por fazer, bebia um copo de uísque enquanto olhava para o vazio.

Natalie entra no apartamento depois de ter ido fazer uma pequenas compras para renovar o guarda-roupa.

-Tu não achas que andas a beber e a fumar demais? –pergunta Natalie, olhando para a garrafa de uísque e depois para o cinzeiro em cima da pequena mesa central cheia de priscas de cigarro.- Pensava que desprezava o vício de fumar.

-Tu bebes. – responde Cedric.

- Mas eu bebo para controlar a minha sede. Tu sabes disso. – diz rapidamente Natalie pousando os sacos das compras no chão e sentando-se depois no sofá ao lado dele. – O que se passa, Cedric? Ultimamente andas estranho.- Natalie tira depois o copo de uísque da mão de Cedric e coloca-o em cima da pequena mesa central de madeira.

Cedric olha uns segundos para Natalie e depois finalmente fala:

-Fiz uma coisa horrível, Nat. – Cedric tinha um olhar pesado e sombrio.

-O que foi que tu fizeste?

-Lembras-te em 1910 daqueles caçadores que em Lisboa te torturam?

-Como poderia esquecer. Se não fosses tu aparecer eles tinham-me matado. – responde Natalie, revivendo num flash aquele momento doloroso.

-Eu depois de os matar fui depois matar a família toda deles, deixando apenas uma criança viva para ela dê-se descendência  para que eu depois pode-se voltar matar novamente a nova geração dessa família.

Natalie olhava apenas para ele sem dizer uma palavra.

-A pouco tempo fiz o mesmo. Matei a nova geração dessa família, deixando apenas um rapaz vivo para ele deixar descendência para e puder matar novamente a próxima geração. – Cedric mostrava um profundo arrependimento e um olhar cheio de culpa. – Eu fi-lo para me vingar daquilo que aqueles caçadores te fizeram. Tu própria disseste, se eu não tivesse aparecido eles tinham-te matado.

Natalie levanta-se silenciosamente do sofá, caminha até a janela e permanece de forma quieta a olhar para a rua que estava calma.

Cedric levanta-se a seguir do sofá e vai ter com ela.

-Natalie. –diz ele tocando-lhe braço.

Natalie vira-se para trás e olha para ele.

-Cedric, eu não quero ser a tua ruina. Não quero ser aquela que apagara a luz que existe dentro de ti. Não quero! – responde Natalie com uma expressão triste e surpreendentemente calma.

-E não és, Natalie. Pelo contrário, tu és tudo para mim. Desde a primeira vez que te vi eu soube logo que eras tu.- diz Cedric, agarrando na mão de Natalie. – Eu amo-te Natalie Sullivan, como nunca amei ninguém e como nunca vou amar

Depois daquelas palavras, Cedric aproxima-se gentilmente os seus lábios dos lábios de Natalie e beija-a de forma carinhosa e apaixonada. Natalie não tardou a corresponder ao beijo na mesma forma apaixonada.

-Eu também te amo, Cedric. E nem imaginas o quanto.

Os dois sorriem e voltam-se a beijar.

 

Chad e Tessa caminhavam pelas ruas de Los Angeles.

-Tu fizeste de propósito, não fizeste? – pergunta Chad, olhando para Tessa.

-O quê? – responde Tessa confusa.

-De juntar Mason e Alex na patrulha.

-Sim, eu fiz de propósito.

-Porquê? – desta vez era Chad que estava confuso.

-Alex tem sentindo-se miserável desde aquilo que aconteceu com o Mason. Fui duro para ele perder a amizade de Mason. Conheciam-se desde crianças. E eu apenas quero que Alex volte a ser feliz.

-Então, quer dizer que tu já perdoas-te o Mason por te ter tirado o poder de alfa?

-Ele não me tirou nada. Fui eu que lhe entreguei o poder, porque vamos ser sinceros, Mason não tinha qualquer hipótese contra mim. – diz Tessa com um sorriso divertido. –Mas sim, eu já o perdoei. Porque não interessa quem é que é o alfa. O importante é que estejamos todos juntos. E Mason regressar a casa depois deste tempo todo. É uma coisa boa.

-Sim, é bom ter o Mason por aqui. Espero que ele nunca regresse a Nova Iorque. – confessa Chad.

-Eu sei que a tua lealdade vai estar sempre com o Mason. Ele salvou-te a vida e transformou-te. Mas agora eu e o Alex também somos a tua família. – diz Tessa, sorrindo para Chad.

Mais um capitulo de Cold Blood. Mas ainda falta um bom bocado para acabar :) espero que gostem. obrigada por lerem a história e desculpem por algum erro ortográfico

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:16


2 comentários

Imagem de perfil

De twilight_pr a 19.12.2016 às 14:46

Estou a gostar bastante do que tens postado e este momento entre o Cedric e a Natalie deixam-me sempre *--* gosto imenso de os ver juntos!
Mal posso esperar para ler mais :D

Beijinhos grandes*
Imagem de perfil

De Silver Sky a 19.12.2016 às 21:40

obrigada :) eu também gosto muito da Nat e do Cedric... gosto de escrever sobre eles :).

Comentar post