Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


New Blood -Capitulo 10

por Silver Sky, em 18.11.15

 

Capitulo 10

Jessy tinha deixado Kyle a dormir e preparava-se para fazer café. Precisava de uma boa dose de cafeína para arrebitar. Esta situação todo de Kyle, estava deixa-la  esgotada. De repente ouve alguém a bater a porta. Usando a sua velocidade sobre humana apressa-se para a abrir. Era Steven.

-Olá Jessy. – diz Steven.

-Olá. – responde a rapariga, deixando o médico entrar no apartamento.

-O Kyle? – pergunta a seguir Steven com uma expressão preocupada.

-Ele está a dormir. – responde Jessy. – Queres café? Estava mesmo agora a fazer para mim. – oferece a rapariga, caminhando até a cozinha.

-Sim, pode ser. Obrigado. – responde Steven seguindo Jessy até a cozinha.

Jessy serve duas taças de café, dando uma a Steven.

-Mandei uma mensagem ao Cedric a contar o que aconteceu. – diz Jessy. – Ele deve chegar daqui a pouco.

-Eu também mandei uma mensagem ao Cedric. – diz Steven. – Não o queria ter feito, porque Kyle também é minha responsável. Foi por causa de mim que ele se transformou em vampiro. Dei-lhe o sangue de Cedric para o curar mas as coisas deram para o torto. E agora ele esta nesta situação por culpa minha.– Steven tinha uma expressão de culpa no rosto.

-Kyle contou-me tudo, o porquê de ele ser um vampiro. Mas não tens culpa. O que aconteceu foi um azar. – diz Jessy tentado animar Steven. – Kyle já não te responsabiliza por isso, Steven. Ele considera-te como um amigo.

-Eu sei. – diz por fim Steven bebendo o seu café.

Entretanto alguém bate novamente a porta.

-Deve ser o Cedric. – diz Jessy, desaparecendo da cozinha usando novamente a sua velocidade sobre humana.

Ela abre a porta.

-Olá, Jessy. – saúda Cedric com um sorriso, entrando no apartamento.

A seguir Steven aparece da cozinha.

-Desculpa por interrompermos as tuas férias com a Natalie. – diz Steven sentindo-se mal por isso.

- Não, eu fico felizes que me tenham dito o que estava acontecer. – responde Cedric com um sorriso. – Onde ele está? – pergunta a seguir moreno.

-A dormir. – responde Jessy.

Cedric deixa a sua mala no meio do chão e dirige-se até a porta do quarto. Abre-a e entra. Kyle dormia. Cedric dirige-se até a janela e abre as cortinas para o lado, deixando a luz entrar no quarto, acordando Kyle.

-Cedric!? – exclama Kyle confuso, olhando para Cedric.

-Ouvi dizer que estas com problemas. – diz Cedric com um sorriso.

Kyle levanta-se da cama e abraça Cedric.

-Ainda bem que estas aqui. – diz Kyle, largando depois Cedric. – A Natalie?

-Natalie não pode vir porque esta a resolver uns problemas com Mia. – diz Cedric.

-Não faz mal. Eu entendo. – diz Kyle. – Mas Cedric como vamos resolver este problema? – pergunta Kyle com um ar preocupado.

-Eu conheço uma pessoa que nos pode ajudar.

-Quem? – pergunta Kyle curioso.

- Nathan Campbell. Ele é um bruxo, mas vamos ter que ir para Hamptons, é onde ele mora.

 

Viena, 2011

Tinha acabado de anoitecer, Natalie, Cedric e Mia, decidem entrar num bar para beber alguma coisa. A sua estadia na maravilhosa cidade Viena, estava quase a chegar ao fim e eles queriam ir a todos os sítios que conseguissem e este bar foi bem recomendado no Hotel onde eles estavam hospedados.

-Eu vou buscar as nossas bebidas. Já venho. – diz Cedric, afastando-se das duas raparigas.

Natalie e Mia começam a movimentarem-se pelo bar, escolhendo por fim uma mesa que se encontrava num canto do bar. Ao sentarem-se nas suas cadeiras elas são abordadas por um jovem homem elegante, bem parecido, com sotaque britânico.

-Olá. – diz o jovem homem, fazendo um truque de mágica e fazendo aparecer duas rosas vermelhadas.

-Dispenso truques de magia. Na verdade não sou fã de mágicos.- diz Natalie no seu ar arrogante habitual.

De repente o jovem homem estala os dedos e o bar fica silencioso. As pessoas continuavam a falar, mas nenhum som sai das suas bocas.

-Como fizeste isso?! – pergunta Mia surpresa, como Natalie.

-Porque não sou um mágico. Sou um bruxo. – diz o jovem homem com um sorriso. Volta a estalar os dedos e tudo volta ao normal. – Sou Nathan Campbell.

-Mia Curtis. – diz a loira com um sorriso. – E esta minha amiga antipática é Natalie Sullivan. – diz Mia, apontando para Natalie.

Entretanto Cedric aparece com três cervejas.

-Quem é este? – pergunta Cedric desconfiado.

-É Nathan Campbell. É um bruxo. – responde Natalie com um sorriso. – Nathan este é Cedric Bash meu…

-Namorado. – interrompe Cedric rapidamente com um ar arrogante. – Mas o que queres? – pergunta depois o moreno, sentando-se depois numa cadeira.

-Tem calma. Eu não quero roubar a tua namorada. – diz Nathan com um sorriso.

-Não ligues ao Cedric. Ele hoje esqueceu-se de tomar o seu suplemente O+. – diz Natalie com um sorriso divertido.

-Vocês são vampiros?! –pergunta o bruxo surpreso com revelação.

-Sim, porquê? Algum problema? – pergunta Mia com uma expressão séria.

-Não. Pelo contrário. Eu acho os vampiros fascinantes. – responde Nathan com um sorriso. – Como vocês se transformaram em vampiros? Se não é muito inconivente perguntar.

- Eu sou natural de Florença e Natalie transformou-me no 2000, salvando assim a minha vida. – diz Mia. – Isso faz de me mim parte vampira e parta bruxa.

-Tu também és uma bruxa! – exclama Nathan. –  Praticas magia?

- Não com muita frequência. Mas sei alguns truques. – responde Mia com um sorriso.

-Isso é fantástico! – diz o o bruxo com um sorriso. – E vocês qual é vossa história? – pergunta depois Nathan olhando para Cedric e Natalie.

-Eu vivia em Londres, quando fui transformada no ano 1901, por culpa do meu pai, que me vendeu ao vampiro que me transformou. – responde Natalie.

-Eu morava numa quinta em Paris quando em 1800 um vampiro matou toda a minha família e me transformou. – responde Cedric.

-E como vocês se conheceram? – pergunta Nathen curioso.

-Nós fomos transformados pelo mesmo vampiro e desde então nunca mais nos separamos.– responde Cedric, olhando para Natalie.

- Claro que nunca foi um mar de rosas, mas nós não queremos aborrecer-te com as nossas histórias de vida. – diz a seguir Natalie com um sorriso.

-Não. Eu quero ouvi-las. É tão difícil encontrar vampiros que sejam tão pacíficos e que não me queiram matar. – diz o bruxo com um sorriso.

-Bem, alguns de nós não é assim tão pacifico. – diz Mia, olhando para Natalie.

A morena revira os olhas para a amiga.

-Mas contem, contem…eu quero ouvir. – diz Nathan acomodando-se numa cadeira.

 

Porque hoje o dia correu bem :) e apetece-me postar mais um capitulo xd

Que tal o flashback em Viena? Gostaram? Introdução de uma nova personagem AHAHAH.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:13


1 comentário

Imagem de perfil

De twilight_pr a 19.11.2015 às 17:29

Eu gostei bastante desta tua introdução a esta nova personagem e estou bastante curiosa para ler o que vem aí.
Mal posso esperar :D
Adorei!

Comentar post