Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


This is (not) Love... Capitulo 19 fim

por Silver Sky, em 16.01.17

isto não é amor.jpg

 the verve ->cliquem aqui para ouvir a música enquanto lêem o capítulo :)

DEZANOVE

Constance e Jay entram no quarto de Theo.

-Constance… - fala Theo com um sorriso.

-Theo! – Constance abraça o irmão num abraço bem apertado.

-Se não me largares vais-me acabar por sufocar, Constance. – brinca Theo com um sorriso divertido.

Constance acaba por libertar Theo e sorri para ele.

-Tive tanto medo de te perder, Theo. – fala Constance com uma expressão preocupada e séria.

Theo aperta a mão a irmã.

-Eu sei. – Theo volta a sorrir.

A seguir Jay aproxima-se dos dois.

-Eu estou feliz que estejas bem, Theo. – diz Jay com um sorriso, olhando para o rapaz.

-Graças a ti e a minha irmã. Obrigado aos dois por me terem salvo a vida. – Theo olha para Jay e depois para Constance que lhe sorriso carinhosamente.

Entretanto Beverly entra no quarto com o telemóvel na mão.

-Já mandei uma mensagem aos pais avisar que o Theo já acordou. Ele já vem a caminho. – diz Beverly com um sorriso, olhando para os três.

 

Depois de Gwen e Dawn terem aparecido no hospital, Gwen enche Theo de beijos e depois decidem todos mandar vir uma piza para o jantar uma forma de comemorar a recuperação de Theo. E muito estranho que parece o jantar decorreu de forma calma, sem qualquer discussão. A verdade é que toda a gente estava contente por Theo ter acordado e estar bem. Depois de jantarem Constance e Jay decidem tomar café ao bar do Hospital. Pedem os café e depois sentam-se numa das mesas.

- É bom ver-te feliz e a sorrir. O que é estranho porque tu nunca sorris muito. – fala Jay num tom divertido.

Constance ri-se com o comentário de Jay.

-Estou aliviada por Theo estar bem. E, Jay, tenho que te agradecer por tu teres estado sempre ao meu lado naquele momento difícil. Sem ti não conseguiria aguentar. – Constance olha para Jay com um olhar brilhante acompanhado por um sorriso.

-Finalmente admites que gostas de mim. – Jay graceja, sorrindo.

-Desculpa! – Constance olha-o confusa. – Que eu saiba tu admitiste primeiro que gostavas de mim. No outro dia com aquela conversa de consolo.

-E gosto de ti… e muito, Constance. – responde Jay com um expressão séria, olhando Constance nos olhos.

-Pára de brincar, Jay. – fala Constance sentindo-se um pouco nervosa com a revelação dele.

-Eu não estou a brincar. Estou a falar a sério. Eu não queria…mas acabei por me apaixonar por ti. Pelo teu jeito teimoso, orgulhoso, mal-humorado. – Jay exibi um sorriso dócil.

-Bem, tantos elogios que até fico sem graça. – ironiza Constance, rindo-se.

-Cala-te e beija-me! – Jay agarra em Constance e beija-a.

Constance corresponde ao beijo, mas a seguir afasta Jay.

-Constance, tu não podes lutar contra isto! Contra aquilo que sentes por mim!

-E não quero lutar...apenas quero dizer que também sinto o mesmo por ti. Eu não queria…mas o teu jeito engraçado, descontraído, irritante, chato e conquistador, fez-me apaixonar por ti.

- Bem é a primeira vez que alguém me insulta de forma tão querida. – graceja Jay, sorrindo.

Constance sorri também, e volta a beijar Jay.

De repente Beverly entra no bar do Hospital e sorri quando vê Jay e Constance a beijarem-se.

-Finalmente! – exclama Beverly com expressão triunfante, saindo imediatamente do bar. Não queria correr o risco de Constance e Jay a verem.

Beverly regressa ao quarto de hospital de Theo. O rapaz encontrava-se com um ar carrancudo.

-Onde estão os nossos pais? – pergunta Beverly, sentando-se numa cadeira ao lado da cama Theo.

-Saíram. Foram falar melhor com o médico. – responde Theo com uma expressão fechada e mal-humorada.

-E porquê é que tu estas mal-humorado? – pergunta a rapariga, olhando para Theo.

-O médico acabou de sair daqui e disse que eu não posso jogar futebol durante um ano. Tenho que fazer fisioterapia por causa da perna. – responde Theo, olhando para Beverly.

-Oh que tragédia. – ironiza a rapariga, sorrindo divertida.

-Não gozes. Não tem piada nenhuma. – diz rapidamente Theo com um ar chateado.

-Theo, eu sei que adoras futebol e que o futebol é uma coisa muito importante para ti. Mas não achas que devias estar feliz e agradecer por estares vivo?

Theo fica em silêncio alguns segundos, acabando depois por falar.

-Tens razão, Beverly. Não devia estar-me a queixar. Graças ao Jay e a Constance nós os dois estamos bem. – Theo sorri.

-E vê pelo lado positivo. Daqui a uns anos nós vamos ter uma história muito fixa para contar aos nossos sobrinhos. – responde Beverly com um sorriso, piscando o olho a Theo.

-Sobrinhos?! – pergunta Theo, olhando confuso para ela.

-Eu acabei de ver o Jay e a Constance a beijarem-se. Por isso eu dou um ano para aqueles dois se casarem!

Os dois riem-se divertidos.

 FIM

E bem está história chegou ao fim. Se pensavam que eu me tinha esuqecido dela. Enganam-se! Espero que tenham gostado. bjs

p.s. não revi. por isso algum erro, sorry :/

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03