Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


This is (not) Love... UM

por Silver Sky, em 12.12.15

isto não é amor.jpg

 

Cliquem no vídeo e leiam o Capitulo ao som da música!

UM

O avião já tinha descolado. Sobrevoava o céu, encontrando-se a mesma altitude que as nuvens.

Constance Garrick segurava-se com firmeza ao banco onde se encontrava sentada. Ao seu lado encontrava-se o jovem advogado de causas perdidas Jay Eastwood, que ouvia música no seu tablet.

-Estas bem?

-Achas que estou bem? – responde Constance nervosa e assustada. – Eu tenho medo de voar!

Jay limita-se a rir.

-Qual é a piada?

-A música ajuda a relaxar. – diz Jay oferecendo-lhe um dos fones.

-Obrigada.

Constance preparava-se para agarrar no fone e Jay afasta-o. Ela olha-o confusa.

-Se quiseres ouvir música, vais ter que sentar aqui. – diz o rapaz, batendo no seu colo e depois exibindo um largo sorriso.

-Eu sabia que tinhas alguma na manga. – responde Constance revirando os olhos.

-A escolha é tua. Queres passar a viagem toda apavorada relaxada? Podendo até mesmo adormecer.

Constance suspira e depois finalmente se senta no colo de Jay. Agarra no fone e coloca-o no ouvido. A seguir pousa a cabeça sobre o peito dele.

-Aproveitador. – diz Constance.

Jay limita-se a sorrir satisfeito.

Nova Iorque

-Eu não acredito que a minha mãe me obrigou a vir aqui. – diz Constance limpando a boca a um guardanapo, depois ter comido uma colherada de gelado de morango.

-O meu pai também me “incentivou” educadamente. – responde Jay, sentado de frente para ela, imitando duas aspas com os dedos.

-O que ele fez? Apontou uma arma a tua cabeça? – gracejou Constance.

-Basicamente isso. – diz a seguir o rapaz com um sorriso divertido, bebendo depois o seu Capuccino.

-Ela ameaçou-me de não acabar de pagar a minha Faculdade. – diz por fim a rapariga, comendo mais um pouco do seu gelado de morango.

-O meu pai disse-me que não financiava a abertura do meu escritório de advogacia. – diz Jay.

-Então tu és um desses meninos riquinhos, que não aceitam receber ordens de ninguém e preferem ser os patrões. – diz rapidamente Constance com uma expressão no rosto cheia de julgamento.

-Não, eu sou um advogado de pro bono. Quero ajudar as pessoas de graça. Por isso quero abrir um escritório só meu. – responde o advogado num tom de voz sério.

Constance fica uns minutos a olhar para ele e finalmente fala:

-Acho que podíamos ir juntos a estupida festa de noivado. Assim eles paravam de implicar connosco.

-Concordo. – Jay tira da sua jaqueta uma esferográfica e depois agarra num guardanapo limpo e escreve o seu número de telemóvel, entregando depois a Constance.

-Para que quero o teu número de telemóvel? – pergunta Constance confusa, olhando para o guardanapo.

-É uma prova, caso a tua mãe te pergunte se estiveste mesmo comigo. Se ela duvidar, basta telefonar para mim. – responde o rapaz sorrindo.

-E tu? Qual vai ser a tua prova?- pergunta Constance curiosa.

-Isto. – diz Jay, agarrando no guardanapo que tinha a marca do batom rosa de Constance.

Jay levanta-se depois e vai-se embora.

os capitulos vão ser sempre assim pequenos :). Acho que assim vocês não se cansam tanto. AHAHA.

Miss Messy , Twilight, Just An Ordinary Girl

Espero que gostem do Capitulo :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:24


4 comentários

Imagem de perfil

De twilight_pr a 12.12.2015 às 17:00

Eu nunca me canso com os teus capítulos, e este foi super fantástico!
Gostei super dele!
Mal posso esperar para ler mais, porque foi realmente muito giro! Ansiosa para ler mais :D
Imagem de perfil

De JustAnOrdinaryGirl a 12.12.2015 às 23:02

Gostei bastante do capítulo e deles os dois também. Fiquei bastante curiosa para ler mais e mais. Quero saber o que se vai passar a seguir :) Muito obrigada por teres colocado um "aviso" para eu saber do capítulo. Beijinhos
Imagem de perfil

De Miss Messy a 14.12.2015 às 11:28

Muito bom! =)
Imagem de perfil

De twilight_pr a 16.12.2015 às 17:45

Acabei de publicar o capítulo 14, espero que gostes. Beijinhos!

Comentar post